Como fazer intercâmbio nos EUA?

Como fazer intercâmbio nos EUA?

Você já se perguntou como fazer intercâmbio nos EUA? O país é o segundo mais procurado para intercâmbio de brasileiros (19,5%). O primeiro lugar fica com o Canadá (24,4%), entre 53 destinos. Isso de acordo com dados de 2018 da Belta (Brazilian Educational & Language Travel Association).  

Ainda segundo a pesquisa, entre os principais motivos para a escolha do intercâmbio estão: conhecer novas culturas e países (18,2%) e investir em idiomas (13,2%). Para quem deseja explorar novos locais e conhecer pessoas, o terceiro maior país do mundo, os EUA é propício para isso. 

As paisagens são diversas, praias, montanhas, cidades desenvolvidas, interior, neve, cachoeiras, entre tantos outros aspectos que agradam todos os tipos de gosto. Se você tem o objetivo de treinar o inglês, dar um upgrade no currículo e aproveitar todos esses aspectos acompanhe o texto e veja como fazer intercâmbio nos EUA.

Como fazer intercâmbio nos EUA

Finalidade

O primeiro passo para fazer o intercâmbio, em qualquer localidade, é determinar sua finalidade. Para os Estados Unidos é possível encontrar desde intercâmbios acadêmicos, promovidos por acordos entre universidades brasileiras e norte-americanas, até os intercâmbios particulares profissionais, de estudo de língua ou no estilo au pair (trabalho de babysitter). 

Há ainda os intercâmbios voltados para estudo de testes. As universidades norte-americanas exigem proficiência no idioma (TOEFL e IELTS) para ingresso de um estrangeiro. Dessa forma, tem crescido os intercâmbios para cursos preparatórios no próprio país para as provas. 

Para quem deseja melhorar o inglês com foco em negócios também existem os cursos de idioma voltados para esse objetivo ou ainda a oportunidade de realmente trabalhar na própria área de atuação profissional no país por intermédio de agências especializadas nesse tipo de intercâmbio.  

Escolha do local 

Definido o objetivo, é preciso pensar na localidade para a realização do intercâmbio. Além de escolas ou empresas de referência, de acordo com o seu objetivo de intercâmbio, é importante que a cidade tenha oportunidades e proporcione um verdadeiro acolhimento para você integrar a vida e a rotina local.

  • Miami: o american way of life combina com a cidade! Shoppings, praias e festas atraem o público brasileiros. Quem faz o intercâmbio na região descobre uma Miami com arquitetura riquíssima. O centro da cidade é o típico centro financeiro, com moderno e enormes arranha-céus, já Wynwood é o antigo bairro industrial que hoje é explorado por artista com grafites e galerias e em  South Beach ficam os prédios históricos. 
  • San Francisco: tem o clima de praia, museus, passeios ao ar livre e também todas as oportunidades para o intercambista fazer networking. 
  • Nova York: essa é a cidade que proporciona todas as oportunidades de uma grande metrópole. Diversidade cultural,  vida agitada e restaurante premiados você encontra na cidade mais populosa dos EUA. 

Esse são 3 exemplos distintos do que é possível desfrutar no intercâmbio nos Estados Unidos. Na hora da escolha vale uma pesquisa detalhada, conversa com a agência responsável para viagem ou com pessoas que já vivenciaram o intercâmbio nas diferentes cidades do país.

Duração

Para aprender a língua, se integrar na cultura e aproveitar passeios e oportunidades talvez não exista um tempo mínimo. Afinal, esse é o tipo de aprendizado inesgotável. Mas para quem tem um tempo limitado é possível encontrar intercâmbios de um mês até um ano para os EUA. E ainda cursos de longa duração como é o caso de ensino superior, pós-graduação e doutorado. 

Uma curta duração proporciona oportunidades limitadas, algumas viagens, e o estudo pelas semanas da estadia. Os mais extensos possibilitam trabalhar no país e se integrar àquela nova rotina depois que a novidade passa. Já os cursos de mais de um anos fazem do intercambista quase um nativo, tanto em relação a fluência da língua quanto aos costumes do local. 

 

Loading

Visto

Depois de escolhidos todos os aspectos mencionados, é hora de ter atenção a parte de procedimentos mais técnicos como é o caso do visto. Seja para ficar um dia ou alguns anos, é preciso ter visto para entrar nos Estados Unidos. Em caso de intercâmbio, os mais comuns são o F-1, M-1 e J-1. 

  • F-1: é destinado para estudante que pretendem frequentar uma universidade ou outra instituição acadêmica.  
  • M-1: já esse é voltado para os que desejam frequentar uma instituição profissional e não-acadêmica. 
  • J-1: toda atividade pré-determinada para o período de estadia no país está contemplado nesse tipo de visto. São exemplos cursos de pós-graduação e estagiários. 

EUA recheado de oportunidades

Seja para estudar ou trabalhar temporariamente, os Estados Unidos apresentam muitas oportunidades para estrangeiros. Se você aprecia a cultura norte-americana e tem interesse sobre o que acontece no país acompanhe o blog The Florida Lounge, que semanalmente apresenta novos conteúdos sobre morar, investir e visitar o país e, especificamente, o estado da Flórida. 

Gostou do artigo? Fique de olho no nosso blog! Querendo morar ou investir em imóveis na Flórida? Veja a lista de casas a venda na Flórida que selecionamos para você!

 

 

SERVICOS DE CONCIERGE

Conheça os serviços de concierge The Florida Lounge. Oferecemos uma consultoria exclusiva 360º que envolve todos os processos relacionados com a vida na Flórida e investimentos na região.

 

Escola nos Estados Unidos: como funciona o sistema do país?

Orlando lidera o ranking nacional de crescimento de empregos por quatro anos seguidos

Venda de casas cresce na Flórida

Compare

X
X