Mercado Imobiliário dos EUA não costuma ser prejudicados durante recessão

Mercado Imobiliário dos EUA não costuma ser prejudicados durante recessão

Excluindo a Grande Recessão, um estudo de 1.039 recessões em nível estadual desde o ano de 1997 mostrou que os valores das residências permaneciam com o mesmo crescimento que em outros tempos.

 

Família feliz em imóvel na flórida

Excluindo a grande recessão imobiliária do final dos anos 2000, os valores das casas continuaram a crescer durante as  recessões nacionais e estaduais nos últimos 25 anos, de acordo com uma nova análise.

Os EUA alcançaram sua maior expansão econômica de todos os tempos neste verão, embora o crescimento esteja diminuindo. Uma pesquisa recente patrocinada pela Zillow e conduzida pela Pulsenomics LLC constatou que um painel de especialistas em habitação e economistas espera que a próxima recessão comece no terceiro trimestre de 2020. Espera-se que a demanda por casas esfrie durante a próxima recessão, mas poucos acreditam que a desaceleração da habitação será um fator significativo em causar isso.

Quer saber como investir? Fale com nossos especialistas!

Análise de recessões passadas

Como alguns observadores do mercado preveem uma recessão no horizonte, uma análise das recessões do passado recente mostra que elas geralmente têm um efeito limitado no mercado imobiliário. Nos últimos 23 anos, houve duas recessões nacionais – a queda pontocom de março a novembro de 2001 e a Grande Recessão de dezembro de 2007 a junho de 2009 – e várias recessões estaduais ou regionais.

Os valores das residências caíram amplamente em todo o país durante a Grande Recessão, mas na maioria dos outros casos o crescimento anual do valor das residências permaneceu positivo.

Excluindo a Grande Recessão, houve 1.039 casos desde 1997 de estados em recessão durante um determinado mês. A valorização anual do valor da habitação foi positiva 81% do tempo nesses meses – taxa idêntica à dos meses em que os estados estavam em expansão econômica. A apreciação teve uma média de 4,6% durante o crescimento econômico e 4% durante as recessões. Isso indica que, embora as recessões tenham um impacto no mercado imobiliário, o colapso generalizado dos valores das residências durante a Grande Recessão é um ponto fora da curva.

economia-nos-estados-unidos

O mercado imobiliário é simplesmente muito menos arriscado do que há 15 anos

“O crash da habitação durante a Grande Recessão deixou uma impressão duradoura em nossa memória coletiva”, disse o economista da Zillow, Jeff Tucker. “Mas, ao olharmos para a próxima recessão, é importante reconhecer o quão incomuns foram as condições que causaram a última e o que há de diferente no mercado imobiliário hoje. Em vez de casas abundantes, temos uma falta de suprimentos para novas casas. Em vez de os tomadores de empréstimo assumirem hipotecas de taxa ajustável, temos compradores com pontuações de crédito genuínas realizando hipotecas previsíveis de taxa fixa de 30 anos. O mercado imobiliário é simplesmente muito menos arriscado do que há 15 anos, e nossa experiência em recentes recessões locais mostra como os preços das casas podem suportar os ventos econômicos normais ”.

Como exemplo, vários estados com grandes setores de energia – Alasca, Louisiana, Dakota do Norte, Oklahoma e Wyoming – sofreram recessões locais a partir de 2015, quando os preços do petróleo caíram drasticamente. O crescimento do valor das residências foi positivo ano após ano em todos os cinco estados e apenas o Alasca se tornou negativo mês a mês durante esse período – a maior perda mensal de valor para a casa média no Alasca foi de 700 dólares.

Em todo o país, o crescimento anual do valor da habitação foi em média de 4,3% durante esses meses de recessão, em comparação com o crescimento médio de 5,2% nos meses de expansão econômica em 2015 e 2016.

Fonte: Florida Realtors
Para ver a matéria original, clique aqui.

Ficou com dúvidas?

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o comportamento do mercado imobiliário durante recessões já pode considerar investir em casas de férias em orlando. Para aproveitar todas as dicas que trouxemos para você e aprofundá-las ainda mais, você pode conversar diretamente com nossos agentes de relacionamento. Eles estão sempre dispostos a conversar com você para esclarecer dúvidas sobre investimentos na Flórida

Neste texto nós abordamos o tema o comportamento do mercado imobiliário durante recessões por ser interessante para quem busca investir na Flórida. Se você deseja ler mais conteúdos como o que trouxemos neste artigo, é só ficar ligado aqui no nosso blog.

Invista no sector imobiliario na Florida

Escola nos Estados Unidos: como funciona o sistema do país?

Orlando lidera o ranking nacional de crescimento de empregos por quatro anos seguidos

Venda de casas cresce na Flórida

Compare

X
X